Telefone

(22) 2796-6122

E-mail

redepetro-bc@redepetro-bc.com.br

Endereço

Estrada Virgem Santa 657, Botafogo, Macaé(RJ)

Reunião de encerramento da Rede Petro-BC conta com participação da Petrobras

Reunião de encerramento da Rede Petro-BC conta com participação da Petrobras

Um balanço de todas as atividades realizadas no ano e perspectivas para 2021. Estes foram os principais objetivos da Reunião de Encerramento de 2020 da Rede Petro-BC realizada dia 10 de dezembro, em ambiente virtual, que contou com a participação do gerente geral da Petrobras na Bacia de Campos, Suen Marcet Santiago de Macedo, da gerente geral de Suprimentos de Bens e Serviços/ECPN, Marina Quinderê, e do gerente executivo AGP, Carlos José Travassos.

O encontro contou, também, com associados, convidados, patrocinadores e representantes do Sebrae e da Associação Comercial de Macaé (ACIM). “Quero fazer um agradecimento especial à Petrobras por aceitar o convite da Rede Petro-BC e poder passar um pouco de informação sobre o que a empresa está pensando para os próximos anos para nossa região”, disse Gilberto Soares, coordenador do Sebrae.

“É com muito prazer que participamos dessa reunião com nossa maior âncora que é a Petrobras. Novembro foi o mês recorde, nos últimos 20 anos, na abertura de empresas e é fundamental conhecermos os novos passos para que possamos ver a cidade de Macaé respirando um novo processo, saindo de capital do petróleo para a capital da energia”, reforçou Francisco Navega da Associação Comercial de Macaé (ACIM) na abertura da reunião.

As ações realizadas em 2020 foram apresentadas pelo Glauco Nader, um dos coordenadores da Rede Petro-BC, que inclusive agradeceu aos patrocinadores da reunião: Kempetro Engenharia, Adail Costa Assessoria Contábil, Jevin Comércio e Serviços, MPF Seguros e Transforma Gerenciamento de Resíduos.  O representante da empresa Kempetro Engenharia, Helvio Mesquita, destacou a importância da reunião para o desenvolvimento do setor. “É uma satisfação, em nome da Kempetro, participar deste evento e hoje vamos entender os objetivos da Petrobras e o desenvolvimento de propostas que possam conectar os diversos agentes dessa cadeia produtiva. As nossas empresas poderão entender que o avanço das tecnologias pode reduzir custos e tornar as empresas mais eficientes neste mercado”.

Apresentações Petrobras

O gerente geral da Bacia de Campos, Suen Marcet, apresentou o Plano Estratégico 2021-2025 enfatizando que a Petrobras tem como propósito ser reconhecida como a melhor empresa de energia na geração de valor, demonstrou números dos resultados já alcançados e os esperados, além de destacar as ações que vêm sendo realizadas para combate à Covid-19 que incluem o home office até março de 2021. “Conseguimos reduzir a dívida bruta, tivemos fluxo de caixa livre e a Petrobras vem se recuperando, para ter uma boa saúde financeira. Como estratégia de E&P queremos maximizar valor em águas profundas. Estamos trabalhando para a transformação digital dos projetos novos e dos projetos maduros. 56% dos projetos de descomissionamento estão na Bacia de Campos. Para os campos com excelente potencial, vamos acelerar os projetos, tirar mais valor ainda desses ativos já aprovados e em 2021 vamos alavancar o fator de recuperação e reservas”, disse Suen.

A apresentação da gerente geral de Suprimentos de Bens e Serviços/ECPN, Marina Quinderê, abordou o cenário de Operação e Manutenção, Guia de Conduta Ética e Canal de Fornecedor e o Programa Mais Valor. “Foram gastos em 2020, em Operação e Manutenção, R$2 bilhões de reais em contratos, sendo 60% em serviços e 40% em bens. Temos, aproximadamente, 4 mil contratos vigentes com mais de 2 mil fornecedores. Para o próximo ano teremos licitação para a construção e montagem da UN-ES que vai sair hotelaria, análise laboratorial, radiotelefonia, manutenção de turbinas, válvulas, motores a combustão, tratamento de descarte de água oleosa, limpeza e inspeção, reparo em tanques, serviços de assessoramento em saúde, muitas contratações de diferentes objetos e diferentes volumes. Seguiremos alguns direcionadores estratégicos como maior responsabilização do mercado fornecedor em relação aos resultados, viés de incluir materiais nos contratos de serviços, reduzir as interfaces e inserir a inclusão de consumíveis. Vamos também adequar os critérios de medição dos contratos com aquilo que gera valor, vincular o pagamento à performance e a padronização e simplificação da documentação, incluindo novas tecnologias. Estamos trabalhando nessa padronização e disponibilizando no canal fornecedor, para interação constante. O Guia de Conduta Ética dos fornecedores, foi publicado recentemente, tem por objetivo nortear as ações dos fornecedores”, destacou Marina.

Composição do Guia do Fornecedor da Petrobras

  • Código de Conduta Ética da Petrobras
  • Minuta Contratual Padrão do Jurídico
  • Lei 13.303/16 e Minuta Padrão do Edital de Licitação
  • Política e Diretrizes Corporativas de Segurança, Meio Ambiente e Saúde e Diretrizes de Direitos Humanos na Petrobras
  • Padrões e Política de Responsabilidade Social
Fazer comentário