Vale vende à Petrobras fábrica de fertilizantes no Paraná

A Vale e a Petrobras anunciaram ontem (18) uma troca de ativos no setor de fertilizantes. A estatal brasileira comprou 100% das ações da fábrica de fertilizantes nitrogenados em Araucária, no Paraná, por US$ 234 milhões (cerca de R$ 490 milhões).

De acordo com a Petrobras, o pagamento será feito com a receita proveniente do arrendamento dos direitos minerários de titularidade da Petrobras à Vale, em Sergipe. Em comunicado, a Vale afirmou que o negócio vai trazer uma economia de US$ 50 milhões por ano na sustentação de operações.

A venda de Araucária, segundo a Vale, compõe um cenário de desinvestimento de ativos que não possuem sinergias com o restante do portfólio da companhia. O negócio está sujeito à aprovação do Cadê (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).
Capacidade de produção

A fábrica de Araucária tem capacidade de produção de 700 mil toneladas por ano de ureia, 475 mil toneladas por ano de amônia e 450 mil toneladas por ano de Arla 32. A matéria-prima usada é o resíduo asfáltico fornecido pela Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas), na mesma cidade.

“Esta planta complementa os demais ativos de fertilizantes da Petrobras, possibilitando maior proximidade com os mercados de São Paulo e Paraná”, afirmou a Petrobras em nota.

Por ter grande produção de gás natural, com expectativa de aumento com o pré-sal, a Petrobras mira no nitrogênio. A reação química entre nitrogênio e gás natural leva a produção de amônia, composto importante para a produção de fertilizante. Nitrogênio, fósforo e o potássio são três nutrientes básicos para a composição de fertilizantes. Todos eles, o Brasil é dependente da importação. O Governo vem incentivando, tanto a Petrobras quanto a Vale para reduzir a dependência externa por fertilizantes.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*