Shell licencia nove novos poços no pré-sal da Bacia de Campos

A Shell iniciou nesta sexta (14) o licenciamento de novos nove poços na área dos blocos exploratórios C-M-659 e C-M-713, no pré-sal da Bacia de Campos, e arrematados pela empresa na 16a rodada de licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O processo de licenciamento no Ibama foi aberto logo após a assinatura dos contratos de concessão na manhã desta sexta na sede da agência.

A empresa está licenciando até seis poços exploratórios na área do bloco C-M-659, onde pode realizar também até quatro testes de formação.

Outros três poços exploratórios podem ser perfurados no bloco C-M-713. Na área a Shell prevê a possibilidade de até dois testes de formação.

A base logística para as campanhas, que devem acontecer entre 2022 e 2024, será escolhida entre Rio de Janeiro (RJ), Niterói (RJ), Arraial do Cabo (RJ), São João da Barra (RJ) ou Vila Velha (ES).

Em setembro, a Shell recebeu do Ibama a licença para a perfuração de até três poços exploratórios no bloco Alto de Cabo Frio Oeste, no pré-sal da Bacia de Santos.

Alto de Cabo Frio Oeste foi arrematado pelo Shell na terceira rodada de licitações do pré-sal, realizada em 2017. A empresa é a operadora da área, com 55% de participação, e tem como sócias CNOOC (20%) e QPI (25%).

A sonda Brava Star foi utilizada para perfurar um poço de Gato do Mato, também no pré-sal (2ª rodada de partilha), e um poço produtor em Argonauta (BC-10), no Parque das Conchas, Bacia de Campos.

Dados são do Monitor da Perfuração, um projeto especial da epbr, oferecido pela Eneva.

Fonte: epbr

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*