Reunião do Comitê Gestor apresenta caminhos para negócios na região

A 7ª reunião do Comitê Gestor da Rede Petro-BC neste ano ocorreu on-line nesta quinta-feira, 06/08, e apresentou possíveis caminhos para geração de negócios na região.

O encontro teve a participação de Caryne Silva (Supply Chain) e Nina Segond (Analista de Compras), representantes da empresa petrolífera Perenco, parceira em cinco blocos de águas profundas na Bacia do Espírito Santo. Os campos de Pargo, Carapeba e Vermelho, localizados em águas rasas na costa do Estado do Rio de Janeiro, também foram adquiridos pela empresa em venda realizada pela Petrobras no fim de 2019.

Um dos coordenadores da Rede Petro-BC, Glauco Nader, agradeceu a presença das representantes da Perenco e iniciou a reunião com breve apresentação da estrutura da Rede Petro-BC e da sua missão de construir uma rede de relacionamento para criação de ambiente favorável para a promoção de negócios entre as 92 empresas associadas.

Entre valor médio do preço do barril de petróleo, volume de reservas nacionais e desinvestimentos em refino, a exposição apresentou dados do mercado de petróleo e gás e discutiu possíveis caminhos de fomento à economia e reativação do segmento. Glauco pontuou os pilares do novo mercado de gás e os desafios para as refinarias no que tange ao abastecimento. Para ele, a partir de uma análise do Plano Indicativo de Processamento e Escoamento de Gás Natural, observa-se a necessidade de mais 3 rotas de gasoduto. Com isso, há possibilidade de investimentos na região para termelétricas e gás.

O consultor do Terminal Portuário de Macaé – Tepor, José Eduardo Carramenha, também participou da reunião e contextualizou o cenário de todos os fatores envolvidos na indústria do gás na região. “O gás começa a ter um interesse muito grande na transição da economia energética do país. A pauta tem que estar na agenda de todo mundo que atua na indústria do petróleo”, pontuou Carramenha. O consultor também destacou que a expectativa para o estímulo nesse mercado está na aprovação do Projeto de Lei 6407/13, apelidado de “Nova Lei do Gás”, que institui um novo marco legal para o mercado do gás natural no Brasil. Complementou ainda com a informação de que Macaé possui vantagem nesse cenário por já ter duto pronto para levar o gás para o resto do país. Os terminais também têm a possibilidade de exportar o gás de cozinha e os líquidos do gás.

Glauco Nader seguiu a apresentação com informações sobre os efeitos da pandemia nas empresas com dados obtidos por meio de pesquisa realizada junto a 47 empresas associadas da Rede Petro-BC entre 1º e 20 de julho de 2020. Os resultados da pesquisa estão disponíveis no infográfico que pode ser acessado aqui.

O Comitê Gestor também comunicou que a PetroRio recebeu a aprovação da diretoria da ANP para assumir a operação com 80% do contrato de concessão do campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos, e apresentou os próximos eventos do 2º semestre de 2020, como a Rodada de Negócios com a empresa âncora Prolagos, no próximo dia 11 de agosto, e a organização de novas negociações virtuais com as empresas Perenco, Trident, Cobra e membros da Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás – ABPIP, com datas ainda a serem divulgadas futuramente.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*