Na primeira reunião do ano a Rede Petro-BC traz a empresa Oceaneering

Aconteceu na última quinta-feira (21) a Reunião de Negócios da Rede Petro – BC com apoio do SEBRAE, Sistema FIRJAN e Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM). O evento, que teve como participação a empresa de engenharia submarina e tecnologia aplicada Oceaneering, apresentou sua política de contratação, assim como suas próximas ações.

O coordenador da Rede Petro – BC, Glauco Nader, iniciou a reunião apresentando a organização para os empresários presentes, lembrando que
entre os seus valores estão os laços sociais e o trabalho em coletividade. Além disso, afirmou que é desejo da organização ampliar a atuação no mercado para além da Bacia de Campos. “Nosso foco não é mais apenas a Bacia de Campos, mas sim informações estruturadas sobre oportunidade de negócios por todo o Brasil. Para isso, precisamos fortalecer as relações entre organizações da cadeia de óleo, gás e energia”, disse o coordenador.

O Procurement Coordinator da Oceaneering, Estevao Miranda, deu prosseguimento ao evento apresentando a empresa e deixando claro
sua busca por novos fornecedores na cidade: “Acho muito importante essa
interação, porque precisamos consolidar a cadeia de fornecedores em
Macaé”. Atualmente, a Oceaneering possui 600 funcionários e tem bases em
Niterói, em Macaé e em Houston.

Tendo forte política de segurança, a empresa tem mais de 30
anos de experiência com umbilicais, sendo este um grande foco em seus serviços.
ROV e serviços submarinos também estão presentes em sua atuação. Em Macaé a empresa possui área de 35 mil m², podendo atender até 20 quilômetros de umbilicais por ano, além de laboratório e tanques para testes.

O coordenador explica que a confiança é fundamental na hora
de escolher o fornecedor, e que é necessário o crescimento em conjunto.
“Nossa missão é solucionar o não solucionável”, pontuou Estevao.
“É uma missão bem forte, mas é a nossa proposta para os clientes: estar
sempre disponível. Como, se não há um bom fornecedor?”

Para Estevao, a qualidade vem se tornando um obstáculo.
“Sinto dificuldade aqui no quesito qualidade. O fornecedor diz que pode
atender mas não analisa o projeto e, com isso, podemos ter problemas. É preciso ter honestidade.” O atual projeto terá duração de 48 meses, e para se
tornar fornecedor, é necessário preencher o formulário que se encontra no site da Oceaneering.

“Preciso de muitos comigo. É um projeto no qual podem
necessitar o fornecimento com urgência e precisarei saber a quem recorrer nesse período”, concluiu Miranda.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*