Lula destaca a reativação da indústria naval em palestra a trabalhadores no canteiro de obras do Est

Em um palco montado perto da plataforma P-58, no canteiro de obras do Estaleiro da Quip S/A, no final da manhã desta quinta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva palestrou para aproximadamente 8 mil trabalhadores que atuam na construção das plataformas P-63 e P-58, em execução no local. Lula foi contratado para fazer uma palestra motivacional para esses colaboradores da empresa, evento que se tornou quase uma festa em torno dele, que foi ovacionado pelos trabalhadores em vários momentos de seu discurso. Além disso, recebeu abraços, apertos de mão e tirou fotos com funcionários presentes.

O principal tema do discurso de Lula, que durou 29 minutos, foi a reativação da indústria naval no País, idealizada por ele e realizada em seu governo, e o que esta significou para o País, para os trabalhadores, uma vez que gerou trabalho e dignidade para homens e mulheres. Ele lembrou que a presidenta Dilma Rousseff participou do processo para a retomada da indústria naval no Brasil. Também destacou que esteve em diversos países, conheceu muitos presidentes e que Dilma Rousseff não deve nada a nenhum deles, pois está muito preparada. O ex-presidente também disse que estava alegre por retornar a Rio Grande.

Os trabalhadores gostaram da palestra. “Foi muito boa, bem incentivadora. Ele passou muita segurança de que não vai deixar a indústria naval morrer novamente”, disse Edison Leite, 36 anos, que é inspetor de tubulação na plataforma P-58. Segundo ele, o ex-presidente observou que a presidenta Dilma fará o possível para que a indústria naval se mantenha, já que ela tem participação na reativação do setor.

O mestre de tubulação Cicero Roma, 37 anos, também trabalhador da P-58, afirmou que a palestra foi ótima porque o ex-presidente é uma pessoa que tem afinidade com os trabalhadores e está sempre estimulando-os. “Ele é um dos nossos (trabalhadores metalúrgicos)”, ressaltou Cicero Roma. Conforme ele, Lula informou que vai conversar com a presidenta Dilma sobre a destinação de novos empreendimentos para serem realizados no Polo Naval do Rio Grande.

Como a construção da P-63 termina no final deste mês, a da P-55 no final de julho e a da P-58 deve terminar em setembro deste ano, há preocupação de parte de trabalhadores em assegurar novos serviços. Essa preocupação foi manifestada a Lula em faixas expostas na BR-392, nas proximidades da Quip, por onde ele passou. Uma delas dizia: “Os trabalhadores não podem parar. Mais plataformas para Rio Grande.”
Atraso

A chegada de Lula a Rio Grande, que estava prevista para ocorrer por volta das 8h desta quarta, atrasou devido ao fechamento do aeroporto de Rio Grande por causa da baixa visibilidade. Acompanhado do governador Tarso Genro, o ex-presidente desembarcou no aeroporto rio-grandino só às 10h18min. No aeroporto, foi recepcionado pelo prefeito Alexandre Lindenmeyer. Às 10h27min, seguiu, em um ônibus, para o Estaleiro da Quip, localizado na ponta Sul do Porto Novo. Ele não conversou com a imprensa, que também não pode acompanhar sua palestra.

Na Quip, Lula passou pela administração e às 11h30min chegou ao palco montado próximo à P-58 para fazer a palestra motivacional. O ex-presidente começou seu discurso às 11h45min e terminou às 12h14min, pouco antes da virada no tempo com chuviscos, vento forte e queda de temperatura. Após a palestra e sorteios, de parte da Quip em seu Programa de Incentivo à Produção (PIP), de dois carros e prêmios em dinheiro entre trabalhadores da P-63 e P-58, Lula reuniu-se com a diretoria da empresa. Às 13h30min, deslocou-se para o aeroporto, de onde partiu às 13h45min. Ele seguiria para Mendoza, no Uruguai, e nesta quinta-feira deve ir para a Argentina.

Fonte: Jornal Agora (RS)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*