Integração entre empresas através da REDE PETRO-BC

A ampliação do ambiente favorável de negócios de Macaé, através da integração das empresas que participam das movimentações da indústria do petróleo, foi o principal desafio para 2013, apresentado pela coordenação da Rede-Petro Bacia de Campos durante a última reunião da instituição, realizada na noite de terça-feira (4), no auditório do SESI.

Contando com a participação dos representantes das cerca de 60 empresas que integram a Rede, a reunião que marcou o encerramento das atividades do grupo registrou também a presença de membros de outras instituições macaenses que defendem o desenvolvimento econômico da cidade: a Comissão Municipal da Firjan e a Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM).

O encontro foi prestigiado pelo gerente geral da Unidade de Operações da Bacia de Campos (UO-BC), Joelson Falcão, que apresentou o balanço de atividades e investimentos da Petrobras, assim como as perspectivas da exploração do petróleo pelos próximos anos, através da aplicação dos investimentos de mais de US$ 230 bilhões. Seguindo o protocolo, a reunião contou com a apresentação de empresas parceiras da Rede, sorteadas na reunião do ano passado, para informar aos membros das instituições sobre produtos, serviços e previsões de investimentos para 2013.

No encontro houve a apresentação da equipe do departamento de vendas do segmento óleo e gás da empresa multinacional Aggreko que abordou a perspectiva de ampliação da companhia a partir da compra da empresa Poit Energia, a sua principal concorrente, cuja fusão será consolidada no próximo ano.

De acordo com a equipe da companhia, a fusão entre as duas empresas ampliará o potencial da Aggreko em atender o mercado brasileiro, que segue em maior expansão no mundo. A reunião contou também com a apresentação de membros da empresa Cavaleiros Comunicações.

As empresas sorteadas para fazer a apresentação no próximo ano foram a Mactel e a Polar. Criada com objetivo de articular a relação entre a Petrobras e as empresas fornecedoras de produtos e serviços para a cadeia produtiva do petróleo, a REDE PETRO-BC encerrou 2012 com um balanço positivo.

Através das suas reuniões bimestrais, os membros do grupo conheceram o projeto do Complexo Portuário de Barra do Furado, construído através da parceria entre os governos de Quissamã, Campos dos Goytacaes e do Estado. Eles acompanharam também o empreendimento da BR Offshore, que vai construir um estaleiro na região de Barra do Furado.

A agenda da REDE PETRO-BC deste ano incluiu também a análise do potencial de negócios do Complexo Portuário do Açu, em São João da Barra, assim como da Transpetro.

]]>

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*