Inadimplência em alta afeta fornecedores da indústria de O&G no Rio

Um levantamento da Rede Petro – Bacia de Campos indica que o aumento na inadimplência na indústria de óleo e gás está afetando o mercado local. A pesquisa, feita com cerca de 50 fornecedores, mostra que quase 20% dessas empresas são credoras de terceirizadas da Petrobras, tendo cerca de R$ 8 milhões em pagamentos por receber.

O levantamento também destaca que algumas das empresas afiliadas à Rede Petro possuem materiais e equipamentos “presos” em sondas e plataformas, nos casos em que suas contratantes entraram com pedido de falência ou concordata e encerraram suas operações.

Diante do agravamento dessa situação, a Rede Petro Bacia de Campos enviou uma carta à Petrobras apresentando propostas para reduzir os impactos da inadimplência das prestadoras de serviço sobre o mercado local.

A organização sugere que a petroleira observe o índice de inadimplência das terceirizadas antes de assinar contratos e que, ao longo da execução dos acordos, sejam feitas consultas aos fornecedores e subfornecedores quanto ao nível de inadimplência das principais prestadoras de serviço.

A carta também expressa a preocupação com a possibilidade de falência das pequenas e médias empresas que, num efeito cascata, já começam a atrasar pagamentos. A Rede Petro pleiteia, ainda, o apoio da Petrobras para localização e resgate dos equipamentos das empresas fornecedoras nas sondas e plataformas a serviço da estatal. 

Fonte: Revista Brasil Energia – João Montenegro

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*