Guindastes offshore Liebherr são aprovados em testes de certificação

Dois guindastes offshore BOS 4200-60 D Litronic, da Liebherr passaram nos testes de funcionamento e carga FAT (do inglês, Factory Acceptance Test) com a presença da sociedade certificadora American Bureau of Shipping (ABS) e do cliente Keppel Offshore & Marine. Os dois modelos são os primeiros guindastes offshore produzidos na fábrica da Liebherr no Brasil, em Guaratinguetá (SP), desde a retomada da produção destes equipamentos no país, no início deste ano.

A Keppel O&M assinou o contrato de fornecimento de guindastes offshore com a Liebherr no segundo semestre de 2012. Os 12 guindastes modelo BOS 4200-60 D Litronic serão utilizados para operar como suporte a seis sondas semissubmersíveis, que serão produzidas pela Keppel O&M para atender a Sete Brasil, na operação de bacias de petróleo e gás na área do pré-sal, na Bacia de Santos.

Cada guindaste tem capacidade de carga de 60 toneladas, lança treliçada com basculamento a cabo, sistema de giro de rolamento metálico instalado sobre pedestal, com motorização diesel e acionamentos hidráulicos e sistema de controle Liebherr Litronic. Com diversos componentes desenvolvidos nos próprios centros de competência Liebherr, a tecnologia de ponta, qualidade e a segurança operacional do equipamento são garantidas. Os guindastes offshore da Liebherr são também reconhecidos pela sua robustez, eficiência e durabilidade.

Com a fábrica no Brasil preparada para produzir e atender às diversas solicitações do mercado offshore, os clientes contam ainda com uma equipe de técnicos especializados para assistência técnica e manutenção, além de estoque de peças de reposição, o que garante uma manutenção rápida e alta disponibilidade dos equipamentos.

Produção nacional

A decisão da Liebherr em retomar a produção nacional de guindastes offshore surgiu a partir do crescimento dessa indústria no país, bem como da demanda do governo federal e da Petrobras para a consolidação de projetos de construção de sondas e plataformas de petróleo e gás no Brasil.

Além da venda dos 12 guindastes modelo BOS 4200-60 D Litronic para a Kepel O&M, a Liebherr já firmou contrato com a Petrobras para a venda de oito guindastes modelo MTC 3100-25 D Litronic para operarem em quatro plataformas flutuantes de produção, armazenamento e transferência FPSO (do inglês, Floating Production, Storeage and Offloading), P-74, P-75, P-76 e P-77, referentes ao projeto Cessão Onerosa. Os dois primeiros guindastes desse pacote também já estão em fase final de produção na Liebherr Brasil.

O investimento feito pela Liebherr para retomar a produção, readequando a fábrica, foi de R$13 milhões desde meados de 2012. Esse investimento envolveu a construção da bancada de testes de funcionamento e de carga dos equipamentos, adequação do material ferramental de produção e capacitação de inspetores de qualidade para atender aos requisitos de qualidade de solda, pintura e montagem da indústria offshore além de investimentos em tecnologia e melhorias para o galpão da produção da fábrica.

A Liebherr Brasil foi fundada em 1974 para produzir guindastes navais. Desde a fundação até o final da década de 1980 e início da década de 1990, quando houve forte redução da atividade da indústria naval do país, a Liebherr já produziu mais de 300 guindastes navais e 18 guindastes offshore para o mercado brasileiro.

Ao longo dos quase 40 anos no Brasil, a Liebherr já produziu em sua fábrica em Guaratinguetá equipamentos de diversas divisões do grupo. Hoje, além da produção de guindastes offshore, a empresa é responsável pela produção de equipamentos para construção e movimentação de terra, como guindastes de torre, betoneiras, centrais dosadoras e recicladoras de concreto, pás carregadeiras e escavadeiras.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*