Estatal Pré-sal

Já que atualmente a empresa
conta com 44 empregados, sendo 30 em cargos comissionados e 14, empregados
temporariamente, em 2019, seu quadro de funcionários pode dobrar.

Segundo Hercules Silva,
executivo, o objetivo é que em 2019, haja um
concurso público para a contratação de 50 funcionários.

Os planos para o aumento do número de empregados,
de acordo com Silva, ocorre em um momento em que o volume de trabalho da PPSA
vem crescendo, devido ao avanço da produção de petróleo na
província e à assinatura de novos contratos de partilha de produção.

“Já temos sete
contratos de partilha assinados e outros três para assinar neste ano”, disse
Silva, durante apresentação de palestra em evento do setor naval Marintec South
America. 
Os três contratos
por assinar são referentes à quarta rodada de ofertas de blocos no pré-sal sob
regime de partilha, realizada em junho. Uma quinta rodada do pré-sal está
prevista para ocorrer em setembro. 
Além de gerir os
contratos, a PPSA é responsável por comercializar o petróleo da União e
realizar contratos de unitização. 
O diretor frisou
que os poços contidos dentro do polígono do pré-sal estão entre os mais
produtivos do mundo e reiterou que a área de Libra, a primeira a ser licitada
sob regime de partilha, atingiu produção de 40 mil barris de petróleo por dia
em apenas um poço. 
Em junho, o
único poço de Libra foi o maior produtor de petróleo do Brasil, com 40,975 mil
barris de petróleo por dia, segundo a reguladora ANP. O segundo maior foi um
poço do campo de Lula, com 33,712 mil bpd.

Fonte:
Revista Exame

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*