Entusiasmada com as rodadas, ANP participa da OTC

No ano em que serão realizadas três rodadas de licitação de blocos para exploração e produção de petróleo e gás no Brasil – a 11ª rodada, a 12ª rodada e a 1ª rodada do pré-sal – a OTC é a melhor oportunidade para a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) expor ao setor de petróleo e gás mundial, o potencial do país.

“A OTC é o principal evento de petróleo do mundo e, como tal, é sempre muito importante para a ANP divulgar o seu trabalho para os investidores interessados nas muitas oportunidades que o Brasil oferece no setor de petróleo e gás”, aponta Magda Chambriard, diretora-geral da agência.

Por mais um ano com estande dentro do Pavilhão Brasil, a ANP além de mostrar o trabalho que desenvolve nos setores de regulamentação, fiscalização, controle de qualidade, estudos e pesquisas sobre as bacias brasileiras, aproveitará esta edição da feira para divulgar as rodadas de licitações de blocos para exploração e produção de petróleo e gás: a 11ª rodada, que será realizada nos dias 14 e 15 de maio, com áreas em nove estados da Região Nordeste, além do Amapá e Espírito Santo; a 12ª rodada, que terá foco em áreas com acumulações de gás natural, em terra, prevista para outubro; e a 1ª rodada do pré-sal, prevista para novembro.

De acordo com Chambriard, a expectativa para o evento é a melhor possível, e a agência reguladora tem novidades interessantes para mostrar para os investidores. “A 11ª Rodada terá como destaque a Margem Equatorial Brasileira, que começa no Rio Grande do Norte e vai até o litoral do Amapá. Estamos muito otimistas com os resultados dos estudos que realizamos por lá. O interesse por essa área tem sido enorme e acredito que com as nossas apresentações na OTC ele ainda vai aumentar”, afirma.

Para a executiva, a 12ª Rodada, com foco em gás natural, também ofertará áreas com muito potencial, pois as bacias terrestres brasileiras têm apresentado encorajadores indícios de gás, que têm os deixado muito otimistas. “E ainda tem a 1ª Rodada do pré-sal, que vem sendo aguardada com muita ansiedade pelas grandes petroleiras do mundo. Nenhum país do mundo tem, hoje, a variedade e a qualidade de áreas que o Brasil vai oferecer este ano. O nosso otimismo é muito grande, não poderia ser de outra maneira”, finaliza a diretora. A comitiva da ANP na OTC será formada por Magda Chambriard e o diretor Florival Carvalho.

 

Fonte: Revista TN Petróleo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*