Diretor da Petrobras diz que empresa vai “alçar voo” neste semestre

A Petrobras prevê retomar o crescimento agressivo ainda neste ano, com a entrada em funcionamento de novas unidades e estaleiros que devem ajudar a elevar a produção diária de óleo da petrolífera.

Esse foi o cenário traçado pelo diretor de Relações com Investidores da empresa, Hélder Moreira Leite, em evento na noite da última quarta-feira.

“A Petrobras vai alçar o voo que a gente tinha prometido a partir deste semestre”, afirmou o executivo, em um contexto em que a estatal tem sido vista cada vez mais com desconfiança pelos investidores por causa da produção de petróleo abaixo das estimativas.

Segundo Moreira Leite, alguns fatores vão auxiliar a empresa a recuperar sua produção, em especial a inauguração de alguns estaleiros e unidades que estão em construção atualmente, como as plataformas P-55, que deve entrar em operação no Campo do Roncador, na Bacia de Campos, e a P-58, que será instalada no Campo das Baleias, também na Bacia de Campos.

“Temos uma capacidade de produção diária de dois milhões de barris de petróleo. Queremos chegar a 2,75 milhões em quatro ou cinco anos, e dobrar a produção para 4,2 milhões de barris diários em 2020”, afirmou o executivo. A petrolífera também prevê, dentro de seu plano estratégico 2013-2017, a ampliação da capacidade de abastecimento e do parque de refino.

O diretor de RI da Petrobras disse também que a estatal deve seguir repassando a “volatilidade” de preços dos combustíveis no mercado internacional ao consumidor, “mas não de forma acentuada”. “Estamos alinhando os preços do mercado interno com o mercado internacional. Queremos rentabilizar a companhia sem ferir o modelo”. 

Fonte: Folha de S.Paulo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*