Comitê Gestor defende mobilizaçao a favor do Repetro

  Preocupadas
com o futuro do setor de petróleo e gás em Macaé e no Estado do Rio de Janeiro,
as empresas e instituiçoes que formam o comitê gestor da Rede Petro – Bacia de
Campos discutiram a importância de se continuar falando sobre o Repetro. O
debate aconteceu durante a reunião mensal do comitê, realizada nesta
quinta-feira (05/04).

 

  Os membros
do comitê gestor destacaram a importância de manter a mobilização contra o
Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de
Janeiro (Alerj) e altera o Regime Aduaneiro Especial de Exportação e Importação
(Repetro). “Vamos continuar fazendo pressão, pois ela está surtindo efeito e
creio que eles (deputador estaduais) podem ceder”, afirmou Leandro Luzone,
secretário do Capítulo Brasil da IADC.

 

  O Projeto
de Lei 3660/2017 restringe a aplicação do Repetro apenas nas fases de
exploração dos campos de petróleo, o que seria negativo para o Estado do Rio de
Janeiro, que recebe a maior quantidade de investimentos nas fases de
desenvolvimento e produção. Acredita-se que a aprovação do PL pode afastar
empresas e investimentos de Macaé e de todo o Estado do Rio de Janeiro, as
quais migrariam para as regiões da Bacia de Santos.

 

  Recentemente,
representantes da Rede Petro – BC e das demais instituições preocupadas com o
futuro do setor de petróleo e gás encaminharam um ofício para a Alerj,
manifestando oposiçao ao Projeto de Lei.

 

  O comitê
gestor da Rede Petro – BC, aliás, destacou a uniao entre as instituições, o que
foi caracterizado como um novo tempo em Macaé. O evento “Repensar Macaé”, que
movimentou o empresariado local no último mês, foi lembrado como um exemplo
desta união.

 

Novos
associados integram a Rede Petro – BC

 

  Durante a
reuniao, três novas empresas puderam se apresentar como novos associados da
Rede Petro – Bacia de Campos. Açao X, empresa do setor de consultoria de
recursos humanos; Ecológica, do ramo de gerenciamento de resíduos; e Linde
Gases, multinacional do setor de gases, agora fazem parte da maior rede de
negócios do setor de petróleo e gás do Brasil. 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*