Rede Petro - BC Gerando Oportunidades de Negócios

Notícias
14/12/2017 Gerentes Gerais da Petrobras apresentam novas perspectivas para a BC

  O encerramento das atividades da Rede Petro – Bacia de Campos em 2017 reafirmou que a retomada da indústria de petróleo e gás, tão discutida durante todo o ano, é uma realidade. As dúvidas em relação ao futuro do setor passam a dar lugar às certezas. Durante o seminário - realizado em conjunto com Sebrae, Firjan e Associação Comercial e Industrial de Macaé (Acim) - nesta quarta-feira (13) no auditório do Sesi, em Macaé, associados da Rede Petro-BC e empresários do setor de petróleo ouviram boas novas trazidas pelo Gerente Geral da UO-BC da Petrobras, Marcelo Batalha, e pelo Gerente de Logística da Petrobras, Alex Murteira.


  Destaque para o “super-gigante” Campo de Marlim, referência para a indústria com 9 plataformas instaladas atualmente, e que vai ser revitalizado. Segundo Batalha, o local “ainda tem bastante volume remanescente, com possibilidade de serem instaladas novas plataformas”, o que só foi possível devido à renovação do contrato de concessão da estatal, que agora se estende até 2052.


  O Gerente Geral da UO-BC apresentou também as novas estratégias da Petrobras para a Bacia de Campos. “Hoje a UO-BC é responsável por 34 plataformas em operação. Com o novo arranjo, essa gestão passa a ter 43 unidades”, disse. Esse novo arranjo diz respeito ao processo de reestruturação organizacional da estatal. Com a operação de novas plataformas na Bacia de Santos, a UO-BC passa a assumir a gestão de novas unidades.


  “Vamos ter uma gestão mais focada na nossa região para conseguirmos implantar ações e investimentos para a melhoria de segurança e para a extensão de vida útil (das plataformas)”, afirma Marcelo Batalha. Ele lembra ainda que a partir dos leilões, a Bacia de Campos passa a ter vida nova.


  As notícias animaram os empresários. “Eu já sou um otimista por natureza, acredito muito em Macaé e essa apresentação que vimos só reforça esse sentimento”, disse Vitor Silva, coordenador da Rede Petro – Bacia de Campos.


PORTO DE IMBETIBA GANHA NOVAS ATIVIDADES


  “O Porto de Imbetiba continua sendo extremamente relevante para nossas atividades de logística”, afirma Alex Murteira, negando qualquer rumor que exista acerca da desmobilização do porto localizado em Macaé.


  O Gerente de Logística da Petrobras apresentou um panorama de como ficará a distribuição das atividades nos portos do Açu, Rio de Janeiro e Imbetiba, que atendem toda a região Sul e Sudeste. A atividade de ancoragem, por exemplo, sairá do Rio e será transferida para Macaé.


  Dentro do “grande rearranjo das atividades portuárias”, citado por Murteira, o Porto do Açu ficará responsável por cargas gerais. Já as atividades de mergulho raso, atendimento de emergência, atendimento de carga ao sul da BC, ancoragem e terminais oceânicos passam a ser atendidas dentro do porto de Imbetiba. E no Rio de Janeiro, ficará apenas o atendimento à Bacia de Santos.


  “Não temos perspectivas dentro do nosso planejamento estratégico de mudar nossa estrutura logística de atendimento à Bacia de Campos”, disse Alex Murteira ao reforçar que Macaé continua com o Porto de Imbetiba em plena atuação. 

Desenvolvido por NPI Brasil

Rede Petro - BC
redepetro-bc@redepetro-bc.com.br - (22) 2796-6122
Estrada Virgem Santa, 657 - SENAI
Botafogo, Macaé - RJ - 27946-830